Português Italian English Spanish

Caminhoneiro, dicas para montar o seu currículo e se destacar

Caminhoneiro, dicas para montar o seu currículo e se destacar

Data de Publicação: 23 de janeiro de 2021 14:47:00
No artigo de hoje, trazemos algumas dicas para elaboração do seu currículo, para se destacar na busca pela tão sonhada vaga de motorista. Liberdade, pé na estrada, conhecer o Brasil inteiro e até países vizinhos.

 

No artigo de hoje, trazemos algumas dicas para elaboração do seu currículo, para se destacar na busca pela tão sonhada vaga de motorista.

Liberdade, pé na estrada, conhecer o Brasil inteiro e até países vizinhos. Não é por acaso que muitos jovens têm o sonho de ser caminhoneiros e rodar esse país de norte a sul. Não só os jovens, como também muitos companheiros de estrada que estão neste momento parados à espera de uma oportunidade, além de motoristas que estão insatisfeitos com seu trabalho atual.

O fato é que caminhoneiro e caminhão acabam criando um vínculo profundo. Ao longo de milhares de quilômetros, ele conhece cada barulho do bruto, cada peça do motor. O motorista de caminhão é realmente um profissional privilegiado. Quanta gente pode dizer que trabalha fazendo o que gosta?

Mas como colocar isso tudo no currículo? - Toda essa paixão e experiência profissional, como convencer o empregador de que você é a pessoa certa para o trabalho? Não é simples, mas também não é tão complicado assim. Neste artigo, vamos abordar alguns pontos e dar dicas valiosas de como fazer um CV bem elaborado que abre portas pra você.

Requisitos indispensáveis nos processos seletivos

Para começar, procure se colocar do outro lado da mesa: na visão do recrutador, quais os requisitos fundamentais para contratar motoristas para uma frota? Alguns critérios são indispensáveis, como a idade mínima e a habilitação, por exemplo. Para se candidatar, é necessário ter pelo menos 21 anos e possuir a Carteira Nacional de Habilitação nas categorias C, D ou E.

No entanto, nos dias de hoje, o papel do motorista vai além da condução do bruto. Mais do que operar sistemas e equipamentos tecnológicos de ponta, ele deve ser capaz de interagir com os clientes da empresa para a qual trabalha.

O motorista bem visto pelas empresas hoje é aquele que:

Está atualizado com a tecnologia;

Dinâmico;

Experiente;

Está sempre à disposição;

Interessado em se aprimorar;

Com habilidade e versatilidade para manobrar veículos de diversos tamanhos, marcas e modelos.

Além, é claro, de ter um bom relacionamento interpessoal, iniciativa e saber trabalhar em equipe.

Agora preste atenção nessas dicas para se destacar nos processos seletivos:

Destaque seu perfil profissional e experiências

Experiência prévia é essencial, mas o que fazer quando não se tem?

Bem, neste caso, você tem que caprichar nos demais requisitos. Não se candidate, por exemplo, sem ter a categoria exigida de CNH e procure ter cursos para apresentar no currículo.

Em casos gerais, deixe claras as suas competências:

As empresas onde trabalhou antes;

Quanto tempo ficou em cada uma dessas empresas;

Quais as funções que desempenhou (Ex.: transportava grãos de Goiás para São Paulo)

Outro critério é a imagem do caminhoneiro. Causar uma boa impressão na entrevista é algo básico. Lembre-se que você será a cara da empresa na estrada, por isso é essencial ressaltar suas qualidades:

Mostre que você é pontual, responsável na direção, que procura se informar sobre imprevistos como acidentes ou mudanças meteorológicas, etc.

Estude e mantenha-se atualizado

No item anterior, falamos sobre cursos para caminhoneiros. Pois bem, eles são fundamentais - alguns, obrigatórios - para quem quer desempenhar bem a função de motorista de frota. O mercado, de forma geral, está bem exigente e você deve investir na sua formação em conteúdos como:

Cursos de direção defensiva;

Primeiros socorros;

Mecânica Básica.

Outro diferencial está no conhecimento da legislação de trânsito. Você conhece, por exemplo, a Lei do Caminhoneiro? Se sim, explore isso na entrevista. Também é interessante destacar se você sabe dirigir veículos com diferentes tipos de câmbios e/ou tecnologias de condução. Para transportar produtos perigosos, como químicos, é preciso ter no currículo o curso de MOPP (Movimentação de Produtos Perigosos). Fazer o transporte de cargas consideradas perigosas sem regulamentação é crime ambiental e prevê multa e reclusão de um a quatro anos.

Adicione outras competências técnicas

Se você investiu em sua formação em outras áreas, e se isso pode se relacionar com o trabalho que você está pleiteando, de motorista de frota, não deixe de mencionar no currículo. Quer um exemplo? Cursos de inglês ou espanhol. Se você domina o idioma, isso pode ser um diferencial, afinal, a internacionalização das empresas é uma realidade e essa habilidade ajuda muito no desempenho de suas funções.

Fique em dia com exames e documentos

Mais do que o perfil profissional, as empresas observam a situação do candidato como um todo. Isso porque elas podem ter complicações caso não cumpram a lei. Lembre-se de que a Lei do Caminhoneiro obriga as empresas a cobrar exames de drogas e álcool na hora de contratar. Por isso, garanta bons antecedentes e tenha exames atualizados. No caso de uma vaga para caminhoneiro autônomo, certifique-se de que você está em dia com a documentação do veículo e das prestações de serviço anteriores. Isso demonstra profissionalismo e organização no trabalho.

Dicas finais

Em termos técnicos, seu currículo deve começar com um pequeno texto, de um parágrafo, com três ou quatro frases, resumindo o documento. Fica mais fácil fazer essa introdução no final, após terminar o currículo, porque você terá mais claro quais são os pontos que deve destacar. É importante que fique claro se você pretende ser contratado como caminhoneiro autônomo, agregado ou colaborador (funcionário).

Use a cronologia inversa para falar de sua experiência - o empregador está mais interessado na sua última passagem profissional do que na primeira empresa que você trabalhou. Uma questão de atualidade. Por último, fique atento ao português. Se preciso for, consulte suas dúvidas no Google ou peça ajuda. Um currículo com erros ortográficos faz você perder pontos.

Então, tudo certo? Agora é só candidatar nas vagas que você tem interesse.

Boa sorte!

Maíra Fernanda - Clube do Motorista